sábado, 22 de dezembro de 2012

Por que devemos fazer autoavaliação ?


Fazer periodicamente uma autoavaliação é importante porque é uma oportunidade para que possamos perceber que caminhos estamos seguindo: no que estamos acertando e no que precisamos melhorar.

Mudança de ano é um momento propício para se fazer essa autoavaliação. Pois, podemos avaliar no que acertamos e no que não acertamos no ano que está terminando, podendo assim procurar as razões dos não acertos e podendo buscar atitudes mais acertadas.

Mudança de ano é uma mudança de clico, como se fosse um recomeço, sendo também a oportunidade para buscar novas atitudes.

Para buscar essas novas atitudes vem a importância da autoavaliação.

E para isso algumas perguntas são essenciais:

O que aprendi durante esse ano que está terminando ?

À cada dia somos submetidos à diversos apelos e exigências que a vida coloca no nosso caminho, e as dificuldades e adversidades que fazem parte desses apelos e exigências são como que lições, para que, buscando compreender essas exigências e dificuldades, possamos encontrar nelas material que possa nos levar à uma maior compreensão e à um maior conhecimento sobre nós mesmos, o que nos levará à uma atuação mais equilibrada diante das próximas dificuldades e adversidades, que, com certeza, surgirão no nosso caminho. Afinal, as dificuldades e adversidades servem exatamente pra isso, pra nos fazer crescer como pessoa.

O que aprendi sobre mim mesmo durante esse ano ?

Qual a importância dessa pergunta ?

Se as dificuldades e adversidades têm a função de nos fazer crescer como pesssoas, então, se não aprendemos nada com elas, perdemos a oportunidade de buscar o crescimento e perdemos a oportunidade de aprender a lidar melhor com as próximas dificuldades e adversidades que virão.

Daí que, avaliar o que aprendemos durante um certo período ou situação, como a aproximação do final do ano por exemplo, nos dará a oportunidade de refletir sobre o que fizemos com as oportunidades que tivemos, sobre as diversas situações que a vida colocou no nosso caminho.

Como foram as minhas atitudes nas diversas situações que vivi durante esse ano ?

As nossas atitudes e respostas diante das diversas situações que somos expostos são o que dirão quem somos nós. São o que dirão o quanto temos nos desenvolvido como pessoas.

Dessa forma, analisar as próprias atitudes diante das diversas situações são a oportunidade de poder compreender essas atitudes, podendo também buscar uma maior compreensão sobre si mesmo, para assim, poder buscar as mudanças que sejam necessárias para uma melhora atuação no futuro.

Em que eu cresci como pessoa durante esse ano ?

Essa é uma pergunta importante.

Sempre crescemos alguma coisa nas experiências vividas. Descobrindo esse crescimento, pode ser o alicerce para que seja buscado o crescimento também em outras áreas da vida.

O crescimento em alguma situação vivida, nos dá o sentido de que somos capazes, o que fortalece a nossa autoestima, contribuindo assim para o enfrentamento de outras situações que virão.

O que quero construir para a minha vida no novo ano que se aproxima ?

A partir da análise do ano que está para terminar, podemos perceber a situação que estamos vivenciando no momento, e podemos então construir as mudanças que desejamos para o novo ano que se aproxima.

Que mudanças pretendo construir para o novo ano ?

A partir da compreensão da situação que estamos no momento e da situação que desejamos construir para o novo ano, podemos então buscar as mudanças que serão necessárias para construir essa situação desejada.

Que caminhos pretendo construir para o novo ano ?

Essa é a pergunta que fecha a análise que devemos fazer, na construção do autoconhecimento, a partir da autoavaliação.

Encontrar os caminhos necessários para a construção das mudanças desejadas é o passo essencial para que seja tornada possível a realização da situação desejada.

Mas, devemos sempre ter a consciência de que, qualquer mudança que desejamos para a nossa vida, passa primeiro pela mudança de nós mesmos.

Que só podemos provocar mudança na nossa vida-seja qual for o tipo de mudança que desejarmos, se procurarmos primeiro mudar a nós mesmos.

Então, se tivermos compreendido toda essa reflexão feita durante esse programa, mas não começarmos a colocar em prática as mudanças necessárias, não podemos esperar colher resultados diferentes dos que temos colhido.

Talvez, a primeira mudança que precise acontecer, seja a nossa disposição em mudar a nós mesmos. Mudarmos não a cada ciclo anual, mas mudarmos a cada dia, sempre na direção de tornarmo-nos pessoas melhores.

Talvez, antes de esperarmos que mudanças aconteçam em nossas vidas, trazidas pelas forças cósmicas de um novo ciclo que se inicia, devamos questionar o que fizemos na busca das mudanças que pretendemos para nossas vidas.

Talvez, antes de esperarmos que junto com o ano novo que se inicia, novas oportunidades irão surgir, devamos nos questionar sobre o que fizemos com as oportunidades que surgiram no nosso caminho no ano que se foi.

Talvez, antes de planejarmos as situações que iremos vivenciar no novo ano que se inicia, devamos refletir sobre o que aprendemos nas oportunidades que vivenciamos no ano que se finda.

Talvez, o mais importante de um novo recomeço, seja a oportunidade que temos de poder fazer diferente, e de nos renovarmos sempre.

E não precisamos esperar que um ano se passe para que isso aconteça, podemos fazer isso à cada novo dia  que amanhece.

Gilson Tavares

Nenhum comentário:

Postar um comentário