sexta-feira, 31 de maio de 2013

O AUTOCONHECIMENTO E O EQUILÍBRIO EMOCIONAL

Nossos comportamentos são o resultado da forma como enxergamos e como enfrentamos as situações surgidas no nosso caminho. Significa que, a forma como agimos diante das dificuldades, adversidades e conflitos, depende muito da forma como encaramos a situação, e a forma como encaramos a situação depende muito da forma como lidamos com nossas emoções e sentimentos. Nossos sentimentos e emoções geram nossos comportamentos.

E o que gera nossos sentimentos e emoções ? Podemos dizer que a forma como enxergamos as situações são determinantes para os sentimentos que temos diante das situações e para a forma como expressamos as nossas emoções.

Então, percebemos que criamos um círculo vicioso: sentimentos e emoções que são gerados pela forma como encaramos as situações, e que, por sua vez, são determinadas pelos sentimentos e emoções envolvidos nas situações.

Dessa forma, podemos perceber porque não é fácil controlar a forma como agimos e como reagimos diante das situações, uma vez que, nossas ações são determinadas por nossos sentimentos e emoções, e que, não temos controle sobre eles.

Mas, podemos pensar em alguma forma que possa contribuir para que possamos ter sentimentos e emoções mais equilibrados ? gerando assim comportamentos mais equilibrados ?

Se existe alguma forma disso acontecer, talvez, um dos caminhos para tal, passe pelo caminho do autoconhecimento.

O autoconhecimento é o ato de olhar para si mesmo, de olhar para dentro de si, e de encontrar a essência de si mesmo. È descobrir quem realmente somos; porque somos como somos; porque agimos como agimos; porque sentimos como sentimos; porque reagimos como reagimos. Enfim, o autoconhecimento é a descoberta de quem realmente somos nós.

O autoconhecimento é um ato de decisão e coragem. Decisão de fazer uma jornada sem sempre fácil em busca de si mesmo, e coragem para se enfrentar, para enfrentar as suas dificuldades e limitações.

Não nos conhecermos leva-nos à vivermos angustiados, leva-nos à mantermos um relacionamento conflituoso com a gente mesmo e, consequentemente, relacionamentos conflituosos com o mundo e com todos os que convivem conosco.

Só a partir da coragem de mergulhar em si mesmo é que se pode encontrar o seu verdadeiro EU, e assim, poder enfrentar os seus fantasmas e poder construir a sua vida de forma mais saudável e satisfatória

Não olhar para dentro de si mesmo pode ser um mecanismo de defesa, uma forma de evitar o sofrimento, ao não tomar conhecimento do que lhe faz sofrer. O problema é que, o não tomar conhecimento das razões inconscientes das suas angústias não evita o sofrimento.  Pelo contrário, aumenta, pelo sentimento de incapacidade em enfrentar-se.

Só você pode transformar a sua vida, mas, o primeiro e essencial passo para que isso aconteça é se conhecer - é conhecer as razões dos seus sentimentos e principalmente as razões dos seus bloqueios.

O não se conhecer faz com que também não conheça  as suas capacidades, diminuindo a auto-estima, levando à sentimentos de insegurança, inadequação, perfeccionismo, cobranças excessivas, sentimento de incapacidade, dificuldade em levar projetos à frente, não se permitir errar , necessidade de agradar sempre e de ser aprovado e reconhecido pelo que faz.

O não se conhecer é como se fosse transferido para fora de nós mesmos o controle da nossa vida. Buscando sempre em outras pessoas a aprovação ou as justificativas para os nossos atos, quando, isso são coisas que devemos sempre buscar dentro de nós mesmos.

O autoconhecimento eleva a auto-estima, pois leva ao conhecimento das capacidades internas, levando à identificação das forças e fraquezas.

Conhecer as nossas emoções pode levar-nos à aprender a lidarmos melhor com elas, levando à respostas mais equilibradas nas situações do nosso dia-a-dia.

Se você não se conhece, não encontra as razões que limitam o seu viver e não poderá buscar recursos internos para eliminar essas razões. Só praticando o autoconhecimento você poderá descobrir o que lhe motiva e o que lhe faz funcionar

O autoconhecimento nos leva à adquirir lições de cada experiência vivida, a reconhecer as próprias limitações e a buscar ajuda, quando necessário.

O autoconhecimento nos permite fazer escolhas mais acertadas, visto que, nos conhecendo melhor, podemos analisar as razões das nossas escolhas, tendo mais possibilidade de realmente fazer melhores escolhas.

Buscando o autoconhecimento podemos colocar mais sentido na nossa vida, aprendendo a desenvolver as habilidades que temos e aprendendo a criar metas e objetivos que façam a vida ser mais proveitosa e satisfatória.

O autoconhecimento nos torna mais confiantes, sabedores das próprias capacidades, sendo um fator de tranqüilidade, levando à atitudes mais maduras e saudáveis diante do enfrentamento das adversidades. 

E você, já pensou em buscar o autoconhecimento?

Gilson Tavares
Psicanalista Clínico, Desenvolvimento de Pessoas e Treinamento Comportamental
Email: gilsontavares_psi@yahoo.com.br



2 comentários:

  1. A introspecção fundamenta-se no "eu me conhecer." Supimpa!

    ResponderExcluir
  2. Supimpa!..."Conhece-te a ti mesmo."A introspecção nos induz à reflexão do "Eu me conhecer."

    ResponderExcluir